Posted with 17 ♥
source
permalink
Jan
»»»

Some nights|| Aberto

Depois de um dia cansativo de aulas, a única coisa que Vince queria era descontrair, de preferência longe do Centro. Não aguentava mais os outros alunos gritando, reclamando, tudo o incomodava, queria andar sem rumo pela cidade. Pegou sua jaqueta e saiu pelas ruas de São Francisco. Inicialmente se assustou com o quão movimentada a cidade estava, mas se adaptou ao barulho dos carros passando freneticamente ao seu lado e de pessoas gritando; estranhamente barulho de gente desconhecida era melhor do que de conhecidos. 

Vince observava as pessoas que encontrava em seu caminho tentando adivinhar como seria a vida delas, se estariam felizes, ou sofrendo, amando ou divorciando. "Esse é o bom de andar na cidade, ninguém te conhece e nem vão ter tempo de conhecer" pensou enquanto passava pela Golden Gate. Sem rumo andou pela cidade até chegar em uma cafeteria. 

Adentrou o lugar rapidamente, desejando um pouco tranquilidade. Se encaminhou para fila onde algumas pessoas esperavam para ser atendidas e começou a observar as pessoas que ali estavam, algo que era mais um hábito do que uma distração. Havia vindo a cidade poucas vezes em sua vida, mas sempre gostara de ficar olhando as pessoas. Imaginava como a vida normal seria para elas e se tinham alguma ideia de que seus próprios filhos poderiam ser totalmente diferentes. Seu olhar parou então em um jovem sentado sozinho, tomando café distraidamente enquanto lia um livro. " Se eu vivesse uma vida normal, provavelmente seria aquele garoto" pensou, sorrindo. Continuou imaginando como seria sua vida se não fosse um mutante até que foi tirado de seu desvaneio por um voz feminina:

-Senhor ? O que você vai querer ?…. Senhor?-A jovem loira em sua frente perguntava, olhando-o impacientemente.-Desculpa, estava distráido- respondeu Vince se concentrando na atendente -Vou querer um Caramel Macchiato.

Pagou a mulher, pegou seu café e foi se sentar nas mesas mais distantes das pessoas. Estava distraido pensando no que teria de fazer quando chegasse ao Centro e não percebeu que estava sendo observado. Quando notou a pessoa já estava praticamente atrás dele e se virou alarmado para olhá-la.